Ajuda

Esporotricose: entenda a doença e acabe com os mitos


Leia com atenção!

Nos últimos dias a população, sobretudo do Rio de Janeiro, está sendo bombardeada com notícias alarmistas sobre a esporotricose. Há inclusive um folder da prefeitura com a cara de um gato estampando e atribuindo aos felinos o aumento dos casos. De fato, a doença pode ser classificada como uma zoonose (doença que pode ser transmitida ao Homem por animais), mas o simples fato de ela poder ser transmitida por animais não significa que essa é a forma mais comum de contágio.

O problema é que a imensa maioria das notícias está reproduzindo esse erro e está atribuindo aos gatos a responsabilidade pelo aumento dos casos.

Essas notícias são alarmistas, pois os governos e órgãos de saúde preferem exagerar no prognóstico e assim manter a população em alerta. É simples o raciocínio, se deixam as pessoas preocupadas, elas ficarão mais atentas ao problema. Mas isso está fazendo muitas pessoas abandonarem gatos, mesmo os não contaminados.

Há portanto dois erros. Abandonar um animalzinho não contaminado e principalmente, abandonar um animal doente e largá-lo a própria sorte ao invés de tratar a doença, difundindo assim o agente causador da doença.

O que é esporotricose?

Essa doença é causada por um fungo, o Sporotrix schenckii, que encontra-se instalado na vegetação, onde tem madeiras podres, e entra no organismo através de rupturas na pele causadas por gravetos, espinhos e outros. É uma doença ocupacional que pode atingir pessoas do campo, que manipulam rosas por exemplo. Também chamada "Doença do Jardineiro" é difundida por todos os continentes, principalmente em locais de clima úmido. Portanto, é mais comum a pessoa se contaminar através de plantas do que através dos gatos.

E se você encontrar um gato doente ou o seu gato ficar doente?

EXISTE TRATAMENTO! Ele é realizado com medicamentos a base de itraconazol.

ELA TEM CURA! Tanto em gatos, como em cães e humanos. Vejam abaixo a evolução do tratamento em um gato.

Não abandone seu animal! É uma das maiores agressões a que um ser vivo domesticado pode estar sujeito.

Esporotricose: a culpa NÃO é do gato! DIVULGUE!!!
000001.png

Fonte: Férias do Clark: Esporotricose: entenda a doença e acabe com os mitos
Follow us: feriasdoclark on Facebook

Anúncios

1 thought on “Esporotricose: entenda a doença e acabe com os mitos”

  1. Eu acho que diante do surto de esporotricose que está havendo tanto em animais quanto em humanos aqui no RJ, eles deveriam distribuir os medicamentos gratuitamente ou no mínimo mandar abaixar o preço do itraconazol nas farmácias que cobram um preço absurdo, eu mesma cuido de 4 gatinhos que tiveram essa doença, graças a Deus 3 já estão curados, não paro nem pra pensar o quanto gastei com caixas e mais caixas do itraconazol, e esse com certeza é um dos principais motivos pelo qual quem tem bixinhos com essa doença desistem de cuidar de seus animais doentes e os abandonam nas ruas, trasformando essa doença em uma verdadeira bola de neve.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s