Animais, Cuidados, Dicas

Gambá – merece nosso respeito e cuidado

Segue a importante informação recebida via face que cpt tb no blog:

AJUDEM A DIVULGAR!!! GAMBÁ TAMBÉM É ANIMAL!!!

Nessa época do ano (de outubro a maio), acontece a reprodução dos gambás. Consequentemente, acontece nessa época, o número de atropelamentos, ataques de cães e, muitas vezes, de humanos que os confundem com ratazanas.
As fêmeas, por estarem com filhotes, tornam-se mais lentas e também se arriscam mais à procura de alimentos o que faz com que se tornem mais susceptíveis.

GAMBÁ É UM MARSUPIAL IGUAL O CANGURU.
NÃO É AGRESSIVO, NÃO ATACA.

Com a perda do habitat natural, os gambás ficam muitos próximos das cidades e acabam adentrando em casas e prédios em busca de comida. Mas vale ressaltar que matar esses animais é crime ambiental. Não podem ser caçados, envenenados ou sofrer maus-tratos. A orientação da Polícia Ambiental é conter o animal num recinto (se isso for possível) até a chegada de agentes de um Órgão competente.

– Nome Popular: Gambá de Orelha Preta, Gambá de Orelha Branca, Saruê, Raposinha

– Nome Científico: Didelphis marsupialis

– Habitat: Áreas verdes e arborizadas, florestas úmidas. São encontrados em toda a cidade. Aparecem mais durante a primavera, época de reprodução da espécie.

– Comportamento: São animais solitários, arbóreos e terrestres. Possuem hábitos noturnos saindo para se alimentar.

– Alimentação: Dieta muito variada constituída de insetos, vermes, pequenas cobras, ovos de pássaros e principalmente de frutas (1/4 da sua dieta). Os filhotes recém-nascidos se alimentam de leite.

– Reprodução: Período primaveril. Animais marsupiais, ou seja, com útero incompleto e período de gestação curto (11 a 12 dias). Quando filhotes, nascem ainda malformados, migram para a barriga da mãe até a bolsa ventral, onde permanecem por 70 dias amamentando-se. A mãe gambá tem 21 filhotes por gestação, mas apenas cerca de 9 sobrevivem, devido à disputa pela amamentação.

12087996_315677451936336_4182362697773723604_n (1)

Dentro do grupo de mamíferos, os gambás-de-orelha-preta são os animais recebidos em maior número pela Divisão de Fauna. Abundantes na cidade de São Paulo, são geralmente encontrados invadindo residências em busca de alimentos e abrigo. Não raros são os relatos de animais encontrados dentro de armários ou latas de lixo. Normalmente são capturados pelo Centro de Controle de Zoonoses ou, muitas vezes, por munícipes destemidos que os encaminham a Divisão de Fauna. No período de outubro a maio, o recebimento de filhotes órfãos é freqüente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s