Cães, Dicas, Educação

Novembro azul também vale para cães

logo_IrmoAnimal
Novembro azul: campanha de conscientização

Novembro é o mês azul. Sabe o que isso significa? Que ele é considerado, no mundo todo, o mês da prevenção e combate ao câncer de próstata. É um problema sério entre os humanos e que também afeta os nossos amigos peludos, cães. É uma doença que invariavelmente acaba levando à morte do animal, mas você pode reduzir as chances do seu surgimento, além de proporcionar uma qualidade de vida ao seu amigo, caso a ela seja descoberta em uma fase inicial.

Atualmente sabe-se que animais castrados precocemente gozam de uma expectativa de vida maior. Este fato ocorre porque devido à castração retiramos a influência do hormônio testosterona sobre o organismo. O que os favorece em dois aspectos: comportamentais e na prevenção de algumas doenças.

As doenças de próstata, ou prostáticas, como por exemplo: hiperplasia prostática benigna, abcessos prostáticos, cistos e ate mesmo o câncer de próstata estão diretamente relacionados a presença do hormônio sexual, sendo que quando o retiramos inibimos ou diminuímos o aparecimento delas. Vale ressaltar neste ponto que a idade de castração ajuda muito, assim sendo, quanto mais precoce menos influência e menor a ocorrência dos problemas.

O diagnóstico do câncer de próstata pode ser feito por meio de exames de sangue, ultrassom ou raio X. Uma biópsia confirmará se a doença está instalada e indicará, conforme as células encontradas, qual o melhor tratamento. Uma das difilculdades do combate à doença é a tendência à metástase (quando as células cancerígenas se espalham por outros órgãos do corpo). O tratamento varia de acordo com o tipo de câncer, a fase em que ele foi descoberto, o ritmo de avanço do tumor e a idade do cachorro, entre outros.

A partir dos 7 anos de idade, é recomendado submeter o cão macho não castrado a uma ultrassonografia abdominal anualmente para avaliar o aspecto da próstata e também os testículos. É importante examinar regularmente palpando os testículos dos machos sexualmente intactos pelo veterinário e também pelos donos. Qualquer mudança notada, seja aumento dos testículos, atrofia (diminuição), quentes ou amolecidos o dono deve procurar o médico veterinário de confiança.

SINTOMAS DO CÂNCER DE PRÓSTATA

Um dos sintomas do câncer de próstata é a mudança de postura corporal do cão, devido às dores. Com isso, ele tende a andar com a coluna arqueada, como forma de tentar aliviar a pressão sobre a próstata. Uma forte perda de peso também costuma ser observada nesses casos, assim como dificuldades para urinar, secreção no pênis e o aparecimento de sangue na urina. Uma outra manifestação que pode ocorrer são as fezes em formato de “fita” por compressão do reto pela próstata aumentada ou com câncer.

Devido às dificuldades de tratamento (que pode envolver quimioterapia, radioterapia e cirurgias), o câncer de próstata acaba levando o cão à morte em algumas semanas. Em alguns casos, é possível dar uma sobrevida de alguns meses para o animal. Apesar de ser uma doença com baixa incidência, você deve ficar atento a sintomas suspeitos, para que seu animal não sofra sem auxílio médico. Na dúvida, leve seu melhor amigo ao veterinário.

PRINCIPAIS DOENÇAS NA PRÓSTATA

O transtorno mais frequente em cães não-castrados é a hiperplasia prostática benigna (HPB), ou seja, o aumento da próstata sob estímulo dos andrógenos, os hormônios sexuais masculinos. Outras alterações podem acometer a próstata, como a prostatite bacteriana crônica, trata-se da infecção da próstata, causada, por exemplo, por bactérias da uretra ou que chegam à próstata pela circulação sanguínea. Cães, tanto castrados como sexualmente intactos, também podem ter câncer na próstata, embora seja considerado bastante incomum. Cães machos podem também apresentar tumores testiculares malignos. São razoavelmente comuns em cães idosos.

A castração previne a incidência de tumores testiculares e diminui consideravelmente o câncer de próstata, as hérnias perineais e a hipertrofia prostática, comum em machos idosos e frequente causa de infecções urinárias. Além disso torna o animal mais comportado, diminuindo as fugas e brigas, levando a uma menor incidência de infecções e atropelamentos.

Os animais castrados só mudam seus comportamentos para melhor depois da cirurgia. O animal castrado não perde a sua personalidade, pelo contrário, sem estar mais sujeito às ações dos hormônios sexuais, torna-se mais calmo e sociável, podendo se dedicar mais às brincadeiras com os donos e outros animais. O bichinho não tem mais sua circulação restringida durante o cio, ficando assim acessível o tempo todo, mais saudável, mais feliz e mais companheiro, por muito mais tempo.

Importante levar o cão ao médico veterinário regularmente e estar atento à qualquer mudança de comportamento do animal. E lembre-se: a prevenção é muito melhor que o tratamento.

Fontes pesquisadas:
http://almanaquepet.com.br/novembro-azul-cancer-de-prostata-afeta-caes/
http://www.gatilmeri-bastet.com.br/#!cuidados/chst
http://floraisdebachparaanimais.blogspot.com.br/2010/03/beneficios-da-castracao-em-caes-e-gatos.html
http://www.blogdalolipet.com.br/caes/novembro-azul-prostata-caes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s